Me fala sobre o seu dia, sobre a festa que você foi na semana passada com suas amigas, sobre como você tá cansada dos problemas de casa. Me fala sobre aquela sua professora que pega no seu pé sempre, se você ainda tá tomando aquele remédio pra enxaqueca, se assistiu com seu irmão aquele filme que tava em cartaz, fala sobre a sua semana de provas, me explica como calcular o número de moléculas num átomo de água. Me fala qualquer coisa. Só não me fala que o nosso amor acabou.

Azul Ciano.

Só ha uma coisa na vida que precisamos aprender e não ensinam isso nas escolas. A capacidade de suportar.

A Cidade do Sol.

Eu meio que esperava que você ficasse…

Arctic Monkeys.

Você não perguntou como foi o meu dia, mas eu queria te contar mesmo assim. Não foi tão diferente dos outros dias, é verdade. Sei que não sou uma pessoa muito interessante, que sempre vai ter assunto em cima de assunto. Sou meio rotineiro, sem graça, mal feito. Eu sei. Mas em meio as pessoas vazias que encontrei hoje, percebi que eu, eu estava cheio de você. Não um cheio da forma estúpida da coisa, era um cheio de vontade, desejo, saudade. Umas três vezes eu quis estar com você. Tudo bem, foram umas cinco. Eu disse que não gostava daquele seu cantor favorito, mas me peguei ouvindo uma musica, só para lembrar de você, só para te trazer pra perto. Porque, você sabe, que estava longe. De mim, do meu cheiro, de nós. Segui em frente, continuei meus afazeres diários, minhas sentenças da vida. Vi um casal na rua, enquanto voltava pra casa, um deles falava: Você não tem medo de nada? E o outro respondeu: Tenho, de cobras. Eu não me contive, e respondi também, na minha mente, pensando em você: Tenho, de te perder. Cheguei no meu quarto, e não te vi na minha cama, já era esperado, sonhos são sonhos. Que eu sempre tenho esperanças de se realizar. Quis te buscar, quis te ter, quis chorar, quis você. Mas você sabe, era só mais um dia qualquer, como os demais. Você não perguntou como foi o meu dia, mas eu quis te contar mesmo assim.

Allax Garcia.

Gostar é quando você se apega à uma pessoa e aprecia a companhia dela. Paixão é quando você acha que a pessoa é perfeita. Amor é quando você sabe que a pessoa não é perfeita, mas não está nem aí.

Ás vezes é necessário excluir pessoas, apagar lembranças, jogar fora o que machuca, abandonar o que nos faz mal, se libertar de coisas que nos prendem.. Espere sempre o melhor, prepare-se para o pior e aceite o que vier. Ouse, arrisque, não desista jamais e saiba valorizar quem te ama, esses sim merecem seu respeito. Quanto ao resto, bom, ninguém precisou de resto para ser feliz.

Pedro Bial.

Amanhã é outro dia, aprendi isso ontem.

Caio Fernando Abreu.

Metade de mim já se alterou, mas a outra metade é a mesma, metade de mim é multidão, outra metade é solidão, metade de mim é só risos, outra metade é só pranto, metade de mim é só amor, outra metade é só frieza, metade de mim já morreu, outra metade, sobreviveu. Metade de mim é só inocência, outra metade pura malícia, metade de mim é ironia, outra metade é sinceridade, metade de mim é bastidor, outra metade, é protagonista, metade de mim é palhaçada, outra metade, é seriedade, metade de mim é desastrada, outra metade é delicada, metade de mim já se foi, outra metade, ficou mais forte, metade de mim é preto e branca, outra metade é colorida, metade de mim é permanente, outra metade, de repente, metade de mim é igualdade, outra metade é diversidade, metade de mim virou pedra, outra metade, floresceu, metade de mim é só ruídos, outra metade é só silêncio. Porque metade de mim é todo mundo, mas a outra, absolutamente ninguém.

Jhennfer Wernek

Houve uma mudança de planos e eu me sinto incrivelmente leve e feliz. Descobri tantas coisas. Tantas, Tantas. Existe tanta coisa mais importante nessa vida que sofrer por amor. Que viver um amor. Tantos amigos. Tantos lugares. Tantas frases e livros e sentidos. Tantas pessoas novas. Indo. Vindo. Tenho só um mundo pela frente. E olhe pra ele. Olhe o mundo! É tão pequeno diante de tudo o que sinto. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama.

Caio Fernando Abreu.

Acho que estou andando pra frente. Ontem ri tanto no jantar, tanto que quase fui feliz de novo. Ouvi uma história muito engraçada sobre uma diretora de criação maluca que fez os funcionários irem trabalhar de pijama. Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo (…) Quase consigo me animar com essa história, mas me animar ou gostar de alguém me lembra você. E fico triste novamente. Eu achei que quando passasse o tempo, eu achei que quando eu finalmente te visse tão livre, tão forte e tão indiferente, eu achei que quando eu sentisse o fim, eu achei que passaria. Não passa nunca, mas quase passa todos os dias.

Tati Bernardi.
hefck